Manutenção Preventiva da Impressora – Quando Fazer?

As peças de impressoras, como as de qualquer equipamento, sofrem um desgaste natural, seja pelo tempo ou pelo seu uso repetitivo. É inevitável que essas peças sofrerão danos durante o seu uso, ficando mais frágeis com o tempo, podendo até quebrar, prejudicando assim o usuário. E é nesse momento que a manutenção preventiva da impressora é importante!

Manutenção da Impressora – O Momento Certo para Fazer

Cada vez que o equipamento imprime um documento e sobra um pouco de resíduos dentro dela, estes se acumulam, podendo causar danos como desgastes e desalinhamento da peça, além de erros de impressão.

Por isso é necessário que uma manutenção preventiva seja realizada regularmente, aumentando o tempo de vida útil do hardware. Essa é uma medida bem mais econômica do que deixar a impressora sem reparos, já que o preço para a troca de uma peça danificada é bem maior do que realizar a manutenção que vai salvar essa mesma peça. Segundo especialistas “o ideal é que os donos de impressoras para uso comercial, devam realizar a manutenção preventiva a cada seis meses de uso da máquina. Já quem tem impressora para uso doméstico deve realiza-la de cada 8 a 12 meses”.

Até aqui você leu sobre o momento que a manutenção da impressora deve ser realizado, que é quando a mesma apresenta falhas, ocasionando desalinhamento das peças. Agora para facilitar explicaremos como fazer a manutenção do seu equipamento.

Etapas para Realizar a Manutenção Preventiva da Impressora

Basicamente são 3 etapas, veja abaixo quais são e como fazer:

Limpeza: É a primeira etapa do processo de manutenção preventiva. A maneira correta de se realizar uma limpeza precisa e detalhada na impressora é desmontar a máquina por completo e então lavar cada peça separadamente, evitando que existam partes que fiquem limpas e outras não. Tome bastante cuidado para não esquecer de como remontar a impressora depois.

Lubrificação: Com a impressora limpa, vem a segunda parte do processo de manutenção preventiva. Então é necessário remontar a máquina, lubrificando todas as partes necessárias. Para isso, adquira um lubrificante de boa qualidade que seja desenvolvido especificamente para impressoras, já que outros tipos de lubrificantes costumam ser aderentes à poeira, algo que não é recomendável no interior de uma impressora.

Regulagem: Essa é a terceira e última parte do processo de manutenção preventiva da impressora e também a mais difícil. Com a máquina montada e lubrificada, é preciso regular e calibrar as suas peças, já que a própria remontagem ou uso contínuo podem desregular as peças da impressora.

Bom, esses são os passos para realizar a manutenção da impressora. Agora que você já sabe a necessidade de realizar uma manutenção preventiva nas suas máquinas – e como fazer esse processo – é hora de colocar a mão na massa e garantir que a vida útil da sua impressora seja sempre estendida.

Fonte: blog.valejet.com.br

Outsourcing de impressão deve crescer 15% em 7 anos

Outsourcing de impressão

O outsourcing de impressão tem se popularizado nos últimos tempos e continua em ascensão no Brasil.

Previsão da Transparency Market Research é que o mercado de serviços de terceirização de impressão atinja a marca dos US$ 95 bilhões em 2024, o que, se confirmado, representará um aumento de 14,8%, de acordo com relatório publicado pela Transparency Market Research. Continuar lendo